24 de out de 2011

Aff

 Só consigo dormir quando escrevo aqui hahaha
 Estranho não? Tambem acho.
 Acho que vou fazer as malas e ficar tres meses em Orlando. Eu não quero ir, mas pelo andar das coisas, acho que não é uma questão de fazer o que eu quero e sim o que é o melhor para todos.
 Algumas coisas deixam meu coração inquieto e eu odeio perder o dominio de mim mesma, é como se eu fosse dominada por razões que eu desconheço. Porque as coisas que a gente quer não podem ser nossas? Eu não sei o porque, mas só sei que parei de tentar melhorar por pessoas que não dão valor ou parei de procurar quem não procura por mim. Quero viver o agora porque meu futuro é tão incerto quanto o da pessoa que está lendo agora. Quero parar de acreditar que se pode mudar o mundo com um sorriso.. As pessoas não vão mudar e por mais dificil que seja admitir, vou soltar minhas lagrimas em silencio.
 Eu estava escutando musica quando ia pro ponto de onibus quando puxei meu bloquinho e comecei a escrever enquanto caminhava pro onibus e até que saiu algo bem interessante. Acho que quando a gente ta focada na gente mesmo, nosso eu grita e quer de todas as formas sair então, acho que foi mais ou menos isso que aconteceu, meu eu saiu enquanto eu andava na rua. Hahaha =]

Eu vou andando com meu bloco em mãos tentando escrever o agora, somente com o vazio do meu peito.
Que droga!
Quanto mais eu tento não pensar, mas eu penso em você.
Droga!
Mas derrepente abre o sol e meu dia se ilumina como deve ser.
Você não consegue ver? É como um clarão na mente.
Quando tudo se perde, é ai que você se encontra.
Não finja que não me conhece quando me ver passar na rua. Suas mentiras só enganam você mesmo.
Quando paramos de olhar para tras, o mundo todo parece caber no seu dominio.
Passos silenciosos em direção a casa. Será que você está mesmo indo pra lá?
Quando parecer confuso, acredite em mim. Eu te acho.
Você vai fazer promessas que não podera cumprir, mas no final.. No final você volta, você sempre volta pra mim.